Sem categoria

Grandes guitarristas gaúchos (parte 3)

Grandes Guitarristas Gaúchos (parte III)

Por Rogério Ratner

Dando continuidade à série, vamos abordar o trabalho de mais três grandes guitarristas gaúchos:

James Liberato é um dos maiores ases da guitarra do RS, e começou a sua trajetória em 1979. Embora a grande especialidade deste guitarrista seja o jazz (ele toca uma semi-acústica como ninguém), passeia pelos mais diversos estilos da música instrumental, tais como o funk, o fusion, a MPB, o jazzrock, o choro, etc., com total desenvoltura. Além de instrumentista e compositor, também é um reconhecido professor de guitarra e violão. Ademais, em seus shows sempre se faz acompanhar por alguns dos melhores instrumentistas de Porto Alegre, tais como Michel Dorfman (piano), Ronie Martinez/Kiko Freitas (bateria), Mário Carvalho/Evaldo Guedes/Everson Vargas (baixo), Luisinho Santos (sax), Fernando do Ó (percussão), Pedrinho Figueiredo (flauta) dentre muitos outros “cobras” da cena gaúcha. É ganhador de 3 Prêmios Açorianos de Música, sendo o último no ano de 2004, como melhor instrumentista de MPB. Também foi escolhido para representar o RS no Projeto Pixinguinha, promovido pelo Governo Federal. Já lançou 3 CDs independentes (“Off Road”, de 1995; “Sons do Brasil e do Mundo, de 1999; “Sotaque Brasil”, de 2004), os quais o perfilam entre os melhores da música instrumental brasileira. Assisti o James tocar em um show no Projeto Unimúsica como bandleader, no Salão de Atos da UFRGS, em 1984, e ele já demonstrava na ocasião ser um excelente guitarrista e compositor.

Marcinho Ramos, que infelizmente partiu cedo demais, em 1994, deixou como legado uma das mais fulgurantes trajetórias do rock gaúcho. Participou de diversas bandas desde o final dos anos 70, marcando presença especialmente nos anos 80, quando integrou a Bandaneon, o Beco, a Rabo de Galo, e a Coquetel Molotov, além de atuar em outros trabalhos como instrumentista. Mas foi na Bandaliera, cujo vocalista era Alemão Ronaldo (ex-Taranatiriça, atualmente em carreira solo), que Marcinho mais se destacou, fazendo uma dupla de “ouro” com Duca Leindecker – que então também tocava neste grupo, antes de montar a Cidadão Quem. Os solos com muita energia e pegada roqueira que o grande guitarrista Marcinho Ramos fazia podem ser ouvidos nos primeiros discos da Bandaliera.

Marcelo Fornazzier (ou 4Nazzo) é outro guitarrista “clássico” do rock gaúcho. Sua trajetória merece especial destaque, considerando-se que já atuou como instrumentista em diversas bandas dos mais variados estilos roqueiros, além de executar até música erudita e, ainda, emprestar o seu talento a grupos de hip-hop. Ganhou grande destaque quando participou da Astaroth, uma das primeiras bandas de heavy metal do RS, que participou da célebre coletânea “Rock Garagem I”, produzida por Ricardo Barão. Entre outros trabalhos, Marcelo marcou presença nos “Colarinhos Caóticos”, no “De Falla”, na “Lory F. Band” (da cantora/compositora Lorice Finocchiaro, já falecida, irmã da cantora Laura Finocchiaro e da atriz Deborah Finocchiaro), na “Justine”, nos “Argonautas”, e na “4Nazzo e Flu”, além de atuar em outros trabalhos. Atualmente, além de ser produtor, integra os The Dárma Lovers. É um dos guitarristas de maior técnica e versatilidade do cenário gaúcho, sendo, sem dúvida, um dos mais destacados nomes da guitarra revelados no Brasil nos anos 80.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s