Sem categoria

Mineiros e gaúchos

por Rogério Ratner 

Não é de hoje que gaúchos e mineiros andam trocando figurinhas. Além de terem compartilhado a Revolução de 30, a Copa Sul-Minas (de triste lembrança para os torcedores gaúchos) e os tropeiros, a relação musical entre os dois Estados é muito estreita e profícua. Como se sabe, a cantora gaúcha Elis Regina deu muita força para Milton Nascimento no início de sua carreira, gravando inicialmente “Canção do Sal”, para depois gravar uma infinidade de canções do mineiro. A projeção nacional de Milton, que foi em boa medida potencializada por Elis, trouxe na carona toda a maravilhosa turma do Clube da Esquina, que gravitava em torno do Bituca. Mas a coisa não parou por aí….

Tivemos um ilustre flautista mineiro aqui radicado no início dos anos 80, o Kim Ribeiro. Kim se notabilizou não apenas pela sua grande qualidade musical como instrumentista, tendo gravado inclusive um Lp muito bom aqui, mas também  como um importante aglutinador dos músicos. Como produtor musical, produziu shows coletivos e dois LPs muito importantes para a história da música gaúcha, o “Porto Alegre 83” e o “Porto Alegre 84”, permitindo o registro sonoro de uma variada gama de artistas gaúchos então estreantes, e alguns veteranos: Giba Giba e Toneco, Pedrinho Figueiredo (este é um presente carioca para os gaúchos), Raiz de Pedra, Cao Trein, Jessé Silva e Plauto Cruz, Totonho Villeroy (hoje Antônio), Sá Brito e Hique Gomes, entre vários outros. Depois de sua fase gaúcha, Kim radicou-se no Rio, onde continua em forte atuação.

Outra ponte MinasxRS muito forte foi construída por Antônio Villeroy. Nos anos 80, quando ganhou o prêmio Sharp, Antônio trocou muitas figurinhas com músicos de peso de Minas, especialmente com Toninho Horta. Antônio muitas vezes contou com músicos mineiros em suas bandas de apoio, inclusive em shows feitos em Porto ALegre, como o realizado no Bar Opinião, lá por 98, que assisti e foi muito legal. Posteriormente, em Belo Horizonte, Antônio assistiu cantando em um bar a cantora Ana Carolina, com a qual formou uma sólida parceria, catapultada pela canção “Garganta”, já tendo ela gravado diversas músicas dele e outras feitas em parceria pelos dois. E também, mais recentemente, Ana Carolina gravou “Una Loca Tempestad”, parceria de Antônio com o também gaúcho Bebeto Alves. Aliás, cumpre destacar, nesta senda, que o grande baixista Gastão Villeroy, irmão de Antônio, tem participado da banda de apoio de ninguém menos que Milton Nascimento.

Nos anos 80, ainda, me lembro de ter assistido a um show no Bar Ocidente, reduto “clássico” da noite portoalegrense, da cantora mineira Aline (que, infelizmente, descobri já ter falecido), acompanhada pelo irrequieto roqueiro gaúcho Egisto Dal Santo (ou Egisto Ophodge, por um tempo), num momento “folk” da carreira de Egisto.

Também merece registro  a fértil relação entre o pessoal do Pato Fu e o gaúcho Frank Jorge, da Graforréia Xilarmônica, de quem já gravaram uma música, dentre outros lances, e a participação de Fernanda Takai em disco e show de Arthur de Faria.

Cabe salientar que o relacionamento dos músicos mineiros com o público gaúcho é dos mais calorosos, tanto que o J Quest recentemente lançou um DVD de show gravado aqui em Porto Alegre, sendo que a banda salienta sempre nas entrevistas a grande receptividade e o carinho dos gaúchos para com o grupo. Cumpre dizer, neste passo, que muito da receptividade que os mineiros têm aqui decorre da forma sempre simpática e carinhosa com que tratam o público local. Eu mesmo posso testemunhar pessoalmente isto: por exemplo, assisti a um show do Lô Borges no Abbey Road Studio Pub (o qual o pessoal do Papas da Língua e Thedy Correa, do Nenhum de Nós, também assistiram atentamente), e depois fui ao seu camarim cumprimentá-lo, levando todos os seus discos para autógrafos. Falei-lhe então da minha enorme admiração pela “mineirada” toda, que adoro (Lô, Beto Guedes, Flávio Venturini, 14 Bis, Tavinho Moura, Luiz Guedes e Thomas Roth, Os Borges, Toninho Horta, Nélson Ângelo, isso sem falar nas bandas mais novas), dizendo-lhe que tenho todos os discos destes artistas (verdade que alguns, principalmente os de Tavinho, só consegui graças ao providencial socorro do meu amigo Tete Monti, músico, pesquisador e grande fã do Clube da Esquina, que mantinha uma incomparável página na internet, cujo acervo ele somou com o do www.clubedaesquina.com.br), e que os mineiros são uma grande influência para o meu trabalho musical. Ele me recebeu super bem, autografou todos os seus discos (os LPs e os CDs), e ainda disse que queria me agradecer do fundo do coração o fato de eu prestigiar todos os músicos mineiros. Realmente, a simplicidade e o carinho dos músicos mineiros no trato com os fãs é admirável, e eu diria, até, quase inigualável. Da mesma forma, fui muito bem recebido nos camarins pelo Flávio Venturini (show no Dado Tambor) e também pelo pessoal do 14 Bis (show no Teatro da Ospa). que, além de autografarem os discos, também foram muito simpáticos não apenas comigo, mas com todos que lá estavam. 

E, quem diria, até eu entrei na roda, com muito orgulho, deste trem mineiro, pois o magnífico Henrique Portugal, do Skank, me deu um tremendo presente, que foi rodar uma música do meu segundo CD no seu maravilhoso programa Frente, que ele apresenta na rádio Oi Fm, destacando as novidades do mercado independente nacional. Serei eternamente agradecido ao Henrique pela tremenda força. E Henrique rodou também outra banda daqui, a Laranja Freak, no mesmo programa.

Portanto, como vê-se, existem muitos pontos de contato entre mineiros e gaúchos no que diz respeito à música, sendo que esta amizade e admiração recíprocas sempre devem ser salientados e comemorados. Ô trem bão, ala pucha tchê.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s