Sem categoria

Bares e Botecos

Bom Fim – Exposição no Museu da UFRGS  escrito em sexta 31 dezembro 2010 09:47

por Rogério Ratner

Fomos ver ontem a exposição em homenagem ao Bom Fim, no Museu da UFRGS. É espetacular!!! Imperdível!!!!

Muito bem cuidada do ponto de vista visual,  reúne fotos antigas e atuais, cartazes de shows, artigos de jornais, objetos, etc., com painéis explicativas, resgatando não apenas fatos relevantes ao bairro em que me criei, mas inclusive da história da Capital Gaúcha.

A exposição foi dividida em módulos. Há um que trata das origens do bairro, que gravitou em torno da abertura do “Caminho do Meio”. Há fotografias preciosas da abertura, ampliação e urbanização  do “Caminho do Meio”, denominação antiga das avenidas Oswaldo Aranha e Protásio Alves.

Um módulo relaciona o bairro com a Colônia Africana, quando o mesmo não se distinguia muito do que hoje é denominado como Rio Branco. Foram expostas fotos dos escravos e ex-escravos, com o assinalamento de que o campo da Redenção (hoje Parque Farroupilha, o qual foi criado para a exposição do centenário da Revolução Farroupilha, em 1935) servia de refúgio e área de escape para membros da população negra, antes da abolição, e, depois, como espaço de convivência, ou pólo de “batuques”, conforme denominou estas reuniões Walter Spalding, em livro acerca da história desta etnia em Porto Alegre cujo excerto foi reproduzido no painel.

Outro módulo trata dos imigrantes que chegaram já no final do século XIX e outros que vieram no século XX. É o caso dos italianos, e constam fotos da construção da sociedade italiana, prédio centenário que ainda continua firme e forte na esquina das ruas Cauduro e João Telles.

Há destaque também para o “gueto judeu” (no sentido carinhoso, claro) em que de certa forma se transformou o bairro a partir dos anos 20, com depoimentos de Moacir Scliar e de vários moradores, recolhidos do acervo do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall, que contêm belas fotos e muito enriqueceu a exposição. Há fotos das sinagogas, inclusive do Poilisher Farband (sinagoga dos judeus poloneses, que o meu pai frequentava), prédio que foi demolido para a construção da sede da Federação Israelita do Rio Grande do Sul. A sinagoga existe hoje dentro do prédio da Federação. Interessantíssimo o destaque que foi dado à contribuição judaica à organização do movimento sindical gaúcho, com o depoimento do jornalista João Batista Marçal, e com fotos destacando a criação dos sindicatos dos têxteis e dos alfaiates por membros desta etnia. Também há um espaço dedicado ao  Clube de Cultura, entidade que ainda hoje está funcionando apesar das dificuldades, e que foi criada por alguns “roiter idn” (de viés socialista–progressista-comunista). Dentre eles, parentes do Moacir Scliar, do Flávio Koutzii, dos Rotenberg, etc. Muito bonitas as fotos da homenagem ao Levante do Gueto de Varsóvia, que foi realizada na sede do Clube em 1958, reunindo a comunidade judaica em peso. O Clube de Cultura, além de seu viés político, teve papel fundamental como espaço alternativo para a música, a literatura, o teatro, a dança, e as artes plásticas produzidas na capital nos anos 60/70. 

Outro viés fabuloso da exposição  é o espaço dedicado  aos aspectos culturais e recreativos. No segundo andar, foi reproduzido um boteco tipicamente bomfiniano, “layout” que hoje, a bem da verdade, só esta “vivo” através da Lancheria do Parque. Há destaque para as histórias da Esquina Maldita, que abrigou os bares Alaska, Estudantil, Copa 70 e Mariu’s, de saudosa memória.  Também foram aludidos o Bar Ocidente, o Bar João, o Bar Lola, o Bar Redenção, entre outros estabelecimentos “oswaldoarânicos” e dos arredores, que reuniam os “malucos” nos anos 80. No segundo andar há algumas fotos que, infelizmente, não foram identificadas pela organização da exposição. Uma é do Bar Redenção, outra do João (onde o meu pai “batia o ponto” na sinuca, e às vezes no carteado), que ficava ao lado, outra do Armazém Internacional (onde hoje funciona o Kronk’s), mas algumas não conseguimos sacar a que casas se referem… tem uma que parece ser o Lola, mas visto da perspectiva de dentro do bar para a Oswaldo. Faltou uma foto do histórico “Fedor” (Schtink), o Bar do Serafim, talvez o mais paradigmático boteco da fase “clássica” do Bom Fim. Lembro bem do fim do “Fedor”: uns uruguaios botaram uma pizzaria que fazia também empanados bem onde hoje funciona um banco, na esquina da Oswaldo com a Felipe Camarão. A pizza, aliás, era muito boa. Contudo, um dia o estabelecimento pegou fogo e o Serafim se foi “no carreto”, já que era grudado no outro. Depois construíram o prédio de escritórios que hoje guarnece o local. Eu devia ter uns dez anos quando isto ocorreu. Foi uma coisa bastante divulgada e que trouxe consternação na “civilização bomfiniana”, pois era um histórico local de convivência dos homens “idish”, o meu pai ia muito lá jogar sinuca. E também era muito frequentado pela comunidade cultural, pessoal do teatro, música e dança. Além de incluir um público bastante variado e vasto, incluindo bêbados contumazes, batedores de carteira, ex-detentos, eventuais mariposas e o que mais fosse, formando uma “salada humana” das mais ricas, em termos sócio-econômicos-culturais-étnicos-religiosos-antropológicos-sociológicos e o escambau. 

Também há um espaço dedicado aos históricos shows realizados no Auditório Araújo Vianna, reunindo a galera roqueira (há “boxes” com souvenirs dos Replicantes, Colarinhos Caóticos, Urubu Rei (grupo teatral Balaio de Gatos), cartazes dos shows, etc. Também são maravilhosas as fotos do acervo de Renato, que, com seu conjunto melódico brilhou nos anos 60 nos famosos bailes, dos quais o mais notório rolava na Reitoria da UFRGS. Um dos cliques mostra o conjunto com a sua crooner Elis Regina (a Pimentinha emprestou a sua voz a diversos conjuntos do gênero, atuando em inúmeras reuniões dançantes, em sua fase “pré-fama” nacional). Dentre os componentes, destaque para o guitarrista (hoje percussionista) Fernando do Ó, o trompetista Luis Fernando Rocha, Carlos Calcanhotto (pai da Adriana), dentre outros músicos muito feras daquela cena. O Luis Fernando Veríssimo integrou o grupo, mas, ao que parece, não está na foto. Os conjuntos melódicos foram os “pais” dos conjuntos “modernos” ou de iê-iê-iê, surgidos no rastro da Jovem Guarda. Também são esplêndidas as fotos do Arquisamba e do Festival da Arquitetura de 1968 (aparece a cantora Érica Norimar, dentre outros).

Os cinemas Baltimore e Bristol, tão importantes para a vida cultural do Bom Fim, também foram referidos. E ainda há outras coisas mais a ver.  

Enfim, há inúmeros atrativos que justificam a visita ao Museu da UFRGS, na exposição que ficará aberta até julho/2011, durante a semana, das 9h às 18h. Ainda mais que a  entrada é franca (grátis). Seria interessante  que a organização conseguisse disponibilizar, ao menos neste período de férias escolares, o estacionamento junto ao Colégio de Aplicação, uma vez que o ponto negativo que se pode apontar é justamente este de não ter um lugar bom para parar o carro. Com as reformas do túnel da Conceição, a região está “minada” de duplas de azuizinhos, sempre ávidos por multar os incautos condutores a torto e a direito por qualquer motivo. Tive que deixar o carro na rua, na Sarmento Leite, em um local que o rapaz do estacionamento da UFRGS disse não ser proibido parar, mas a gente sempre fica em dúvida se não vai ter alguma surpresinha chegando pelo correio, né?  

Uma coisa bacana que aconteceu é que na mesma hora em que estávamos lá, um senhor que morava ali em frente (justamente na pista que desemboca no túnel) em uma casa que foi demolida quando desapropriada para dar vazão  à obra foi fazer a sua visita. Ele passou informações preciosas sobre o bairro em que morou por anos a fio, para nós e para as simpaticíssimas guias da exposição. Por exemplo, eu não sabia que ali onde há a pista que vai dar no túnel era  tudo ocupado por casas, e que para se ir ao centro, seguia-se pela pista da Oswaldo Aranha reto, passando-se pelos prédios da Engenharia e subindo a João Pessoa-Salgado Filho. Lembro bem da inauguração do túnel, foi um acontecimento na cidade. Todo mundo que tinha carro “precisava”  dar uma passadinha pra “inaugurar” a obra, então considerada de proporções gigantescas e inédita; meu pai botou todo mundo dentro do nosso Chevrolet Stylemaster 46 para o mítico passeio. Eu devia ter uns cinco anos, por aí. Mas não me lembrava de como era a região antes do túnel, e o velhinho deu informações ótimas. Ele era amigo do Serafim e dos demais donos de bares, e soube relatar muitas coisas legais sobre a história do bairro. Por exemplo, onde hoje funciona o Ocidente teria tido um clube de futebol, cujo campo era o Ramiro Souto, e também o bar Extremo Oriente. A exposição aponta que ali também teve sede um grupo sionista juvenil.

Inclusive sugerimos às guias que se pense na possibilidade de deixar algum estudante da Fabico ou da área de cinema “de plantão”, pra filmar estantaneamente depoimentos de pessoas que aparecem por lá e têm muito pra contar. Isso seria muito legal, pois com certeza ia enriquecer muito o cabedal de informações, e poderia ser disponibilizado no site da exposição.

Enfim, visitar a exposição é uma ótima pedida. O prédio fica bem na esquina da Oswaldo com a Sarmento Leite. É na mesma  calçada do prédio da Arquitetura, pra quem vem do centro, ou da Educação, pra quem vem pela Sarmento Leite.

Acesse o site do Museu para obter mais informações. 

permalink

Bar Ocidente – 30 anos – Coletivo na Veneta – Documentário  escrito em sexta 31 dezembro 2010 10:11

por Rogério Ratner

 

Ficou bem legal o documentário de áudio produzido pelo Coletivo na Veneta sobre os 30 anos do Bar Ocidente. Tivemos a honra de ser convidado pelo Ricardo, para dar um depoimento, pena que o áudio da gravação da ligação por celular não ficou bom (alô claro digital, vamos melhorar!!!), mas com algum esforço dá pra ouvir.

O documentário de cerca de meia hora conta a história do mítico bar desde a sua inauguração. Um dos fundadores originais, e que continua à testa do estabelecimento, o arquiteto e artista plástico Fiapo Barth esquadrinha as propostas, objetivos, demandas culturais  e finalidades que levaram à idéia de abrir o bar, além de contar inúmeras histórias bacanas que abrangem desde as origens até os dias atuais. Muito legal também foi a idéia do pessoal de dar  destaque às atividades e festas clássicas que vão e foram ao ar no Ocidente, caso da Balonê, etc. Também há os depoimentos de vários dos frequentadores ilustres, tais como os da jornalista e apresentadora Kátia Suman, do cantor Wander Wildner, da escritora Cláudia Tajes, dentre outros. Acesse no endereço abaixo e conheça um pouco mais sobre a história deste bar tão fundamental na história cultural de Porto Alegre.

http://www.coletivoveneta.com/1cultura-e-liberdade-em-porto-alegre-%E2%80%93-os-30-anos-do-bar-ocidente/

permalink

BARES, BOTECOS, CASAS DE ESPETÁCULO, RESTAURANTES DE PORTO ALEGRE  escrito em sexta 31 dezembro 2010 15:47

Os bares (muitos deles com música ao vivo), botecos, restaurantes, casas de espetáculos, boates, são um importante espaço de convivência urbana. Contudo, infelizmente, poucos são os que apresentam grande longevidade. Qual uma roda viva, a noite vai sempre se renovando, um espaço perde o tempo de “validade” ou sua vitalidade, e não raro os mesmos endereços vão sendo ocupados por uma nova casa, e, ainda, outros espaços novos vão sendo abertos, acompanhando as inovações culturais que vão surgindo no universo social/cultural de Porto Alegre. Não obstante, tais estabelecimentos muitas vezes ficam na memória das pessoas, guardando muitas lembranças pessoais. E esta memória, uma vez que está na “cabeça” dos frequentadores, seguidamente vai se perdendo junto com o desaparecimento dos estabelecimentos (embora, claro, fiquem registros nos arquivos de jornais, revistas, etc.). Na noite, no ramo do entretenimento e da gastronomia, a Capital gaúcha sempre teve inúmeros estabelecimentos espalhados por toda a sua geografia. Contudo, ciclicamente, alguns locais, bairros ou zonas da cidade vivem o seu boom e se destacam em relação aos demais. Na  história de Porto Alegre, ao longo do século 20, ficaram célebres diversos points, que tiveram seus auge e decadência. Podemos lembrar, por exemplo, da época  dos cafés e confeitarias da Rua da Praia e seu entorno; dos grandes cabarés do Centro, no entorno da Voluntários da Pátria; dos bares da subida da Protásio Alves; da Esquina Maldita e dos bares do Bom Fim; dos bares da 24 de outubro, e, atualmente, da Cidade Baixa e da Calçada da Fama (Rua Padre Chagas), etc. 

Então decidimos relembrar importantes estabelecimentos do passado (e, porque não, também os não tão importantes) e igualmente os atuais, de forma a ajudar na preservação da memória histórica coletiva e afetiva de Porto Alegre. Se vocês lembrarem de bares, boates, restaurantes, etc., que não estiverem na lista, ou quiserem contar histórias relacionadas, por favor, fiquem à vontade. Vai aí então uma listagem (sempre incompleta, claro):

Bar do Beto/ Tirol/ Encouraçado Butikim/ Pedrini/ Tuim/ Naval/ Treviso/ Restaurante Ghilosso/ Galeto do Marreta/ Bar Salim/ Whisky a go go/ Aldeia 2/ Bar do Clube de Cultura/ Bar do IAB/ Café Charlot/ Café Paris/ Caliente/ Gota D’água/ Porão do Beco/ Bar Serafim (Fedor-Schtink)/ Bar João/ Churrascaria Minuano/ Churrascaria Santa Helena/ Tigela de Barro/ Caminho de Casa/ Bar Marcelina/ Doce Vida/ Fim de Século/ Discoate/ Hipoppotamus/ Bar Opinião/ Walter/ Bar Lola/ Sebastian/ Gotham City/ Canecão do Sul/ Escaler/ Luar/ Lancheria do Parque/ Porto de Elis/ Zelig Bar/ Churrascaria Barranco/ Churrascaria Moinhos de Vento/ Riverside’s/ Caminho de Casa/ Zelig Bar/ Bar Bomfim/ Café da Bruxa/ Mateus/ Brahms/ Churrascaria Santo Antônio/ Vassouras/ Van Gogh/ Baumbach Ratskeller/ Riverside’s Shikky/ Pulperia/ Galeto Santa Maria/ Copa 70/ Galetão/ Churrascaria Komka/ Theatro Mágico/ Cine Theatro Ypiranga/ Bucanero/ Cult Bar/ Companhia dos Sanduíches/ L’atmosphere/ Le Club/ Pagoda/ Nanquim/ Manara/ Verde/ Crocodilos/ Ovo de Colombo/ Kafka bar/ Villa/ Cord/ Fazendo Artes/ Rocket 88/ Feito à mão/ Cais/ Publicitá Café/ Elo Perdido/ Ópera Rock/ Hooters/ Theatro e Cia./ Juliu’s 84/ Adega/ Porto Velho/ Kripton/ Cachorro do Rosário/ Trianon/ Alaska/ Caverna do Ratão/ Café com Leite/ Se acaso você chegasse/ Champub/ Cacimba/ Bierstube/ Água na Boca/ Garagem Hermética/ Carinhoso/ Big Som/ Lugar Comum/ Sala Jazz Tom Jobim/ Bogart’s/ Macanudo/ Bailanta do Tio Flor/ Dr. Jekill/ Santa Mônica/ Bere Balare/ Pagoda/ Paraphernália/ Cervejaria nº 1/ Lokal nº 1/ Chalé da Praça 15/ Rola Rock/ Bambu’s/ Queens/ Baco’s/ Brahms/ Gambrinu’s/ Chalaça/ Basttidores/ Stuttgardt/ Marco Zero/ Arquipélago/ Mr. Dam/ Dom Vitto/ Saci/ Mosqueteiro/ Massolin de Fiori/ Carina Barlett/ Choppão/ New Looking/ Refugiu’s/ Fim de Século/ Roseplace/ Mosqueteiro/ Bar da Nega Lu/ Casarão/ Mariu’s/

Saci/ Barranquinho/ Prinz/ Baalbek/ Lubnan/ Al Manara/ Pastaciutta/ Delírio Lilás/ Peccados Mortaes/ Batelão/ Clube dos Cozinheiros/ Gente da Noite/ Chão de Estrelas/ Maipu/ American Boite/ Chipp’s/ Companhia dos Sanduíches/ Companhia das Pizzas/ Zé do Passaporte/ Bar Líder/ Sherazade/ Alaska/ Tivoli Bar/ Recanto do Tio Flor/ Cervejaria Berlim/ Karandache/ Dragão Verde/ Vulcão/ Gruta Azul/ Caleche/ Choppana/ João de Barro/ Birra e Pasta/ 936/ Varanda/  Bar do Marinho/ Bond’eu/ Avião/ Turis Club/ Madrigal/ Golden Girls/ Zé do Pão/ Crazy Horse/ Espaço Cultural 512/ Joe’s/ Vitrine Gaúcha/ Alphorria/ Baco/ Armazém Acústico/ American Bowling/ The best food/ Rotação/ Rib’s/ Azafrán/ Camaleão/ Galettu’s/ Scur/ Frango e Batatas/ Viva Maria/ La Cantonata/ Pavarotti/ Galeto Régis/ San Guiliano/ Bar do Joaquim/ Telha Grill/ San Giuliano/ Cantina do Nono/ Pulperia/ Bailanta do Tio Flor/ Feito à mão/ Bar da Terreira da Tribo/ Bar do Clube de Cultura/ Aldeia 2/ Churrascaria Santa Teresa/ Massolin de Fiore/ Clericot/ Bogart’s/ Club Sanduíches/ Feira da Fruta/ Lechuga’s/ Torta de Sorvete/ Primavera/ Boccado/ Extremo Oriente/ Bar Minas Gerais/ Gull’s/ Porta Larga/ Lourival/ Donirella/ Boa Boca/ Sorveteria Nevada/ Sorveteria Delícia/ Palácio do Xis/ Cláudio Lanches/ Krips/ Kripton/ Rio Carneiro/ Confeitaria Rocco/ Café Florida/ Estância de São Pedro/ Nova Bréscia/ Galpão Crioulo/ CTG 35/ Recife/ Angra dos Reis/ Verdes Mares/ Kowlon/ Bom Gosto/ Galetão/ Pampulha/ Pampulhinha/ Restaurante Marcos/ Birra e Pasta/ Habib’s/ Santa Mônica/ Liquid/ Le Club/ Laçador/ Chimarrão/ Espeto de Ouro/ Espetão/ Fogo de Chão/ Schneider/ Babilônia/ Cantina Itália/ Komka/ Max und Moritz/ Wundebar/ Babagush/ A libanesa/ Youvi/ Thangay/ Caverna do Ratão/ Porto de Elis/ Cantina do Pepe/ Cantina di Dante/ Signor Cappelettti/ Rei do Mocotó/ Machry/ Caliente/ Carina Barlett/ El Gordo/ Walter/ Eclipse/ Prato Verde/ Dublin/ El Basco loco/ Entreato Pub/ Doce vida/ Gota D’água/ Bar do Marinho/ Karandache/ Barroco/ Discoate/ Pub Olaria/ Dona Zefa/ Tudo pelo Social/ Cidade Bossa/ Faroeste/ Velho Oeste/ Fiodór Kafebar/ Estação Beirute/ Free Rider’s/ American Bowling/ Funilaria/ Cervejaria Berlim/ Georges Beer Store/ General Store/ General Street/ Gibi Bruschetteria/ Hangar 45/ Blue Jazz/ Inside Pub/ Horus Pub/ In Sano/ Jazz Café/ Long Play/ Liliput/ Labirinto/ Kabull Bar/ Billy Joe’s/ Mamma Júlia/ Malvadeza Pub/ Champub/ Aninha Comas/ Café do Prado/ Café do Porto/ Loss Pub/ Marco Zero/ Trensurb/ Marrocos/ Mão Santa/ Mariu’s/ Mary land/ Matita Perê/ Mercado do Chopp/ Mr. Magoo/ Nega Frida/ Nicu’s Bar/ Bar do Nito/ Bar do Lupi/ Barato/ Barril Pub/ Saci/ Mosqueteiro/ Bell’s Bar/ Bier Keller/ Bier Markt/ Bilhar Porto 10/ Boom Gaia/ Bodega’s/ Boteco Imperial/ Dona Neusa/ Boteco 442/ Boteco Matriz/ Boteco Natalício/ Nazareno/ Botequim das Letras/ Bar do IAB/ Botequim do Mano/ Garagem Hermética/ Brasil Acústico/ Cord/ Caminito/ Casa do Barão/ Dragão Verde/ Champanharia Ovelha Negra/ Cine bar/ Chopp e cia/ Check point/ Copão/ Dinorah/ Fofa/ DOC/ Dhomba/ Das Kleine/ Prefácio/ Zeppelin/ Zappa/ Vox Music/ Fim de Século/ Vila Acústica/ NY Lounge/ Muffuleta/ Oficina Etílica/ Liquid/ Palermo Hollywood/ Parangolé/ Passe fica/ Pé Palito/ Pinacoteca/ Pinguim/ Bar do Cofre/ El Fuego/ Restaurante Marcos/ Plínio 75/ Pampulhão/ Porto City Pub/ Preto Zé/ Pub Cine Avenida/ Pub 66/ Abbey Road/ Rádio 80/ Relicário/ Quixote/ Revolution/ Rooms Bar/ Santíssimo/ Alternativo/ Tava’s/ Seu samba/ Shrine/ Speed 3/ Convés/ Solar da Mata/ Café do Theatro São Pedro/ Café Concerto da Casa de Cultura Mário Quintana/ Odeon/ Dona Maria/ Solarium/ Stones Pub/ Strike 410/ Só comes/ Tempero Rosa/ Troianos/ Tessala/ Twister/ Van Gogh/ Venezianos

Gavião/ John Bull Pub/ Discoteca Looking Glass/ Pub/ Cord/ Bar do Adriano/ Cavanhas/ Odeon/ Viva Maria/ Restaurante Dona Maria/ Varandão/ Torta de Panela/ Torta de Sorvete/ Café do Porto/ Oca de Savóia/ Mac’ Dinhos/ Churrascaria do Bom Fim/ Churrascaria Laçador/ Churrascaria Santa Isabel/ Churrascaria Laçador/ Churrascaria Chimango/ Churrascaria na Brasa/ Bar Alternativo/ Baronda/ Barcelona/ Pub do Cigano/ Boteco Natalício/ Teatro de Elis/ Churrasquinho Bar/ Ocidente/ 72 New York/ Bar do Nito/ Cachaçaria Água Doce/ Refinaria/ Dado Bier/ Dado Garden/ Dado Tambor/ Dado Pub/ Arquipélago/ Café do Lago/ Rei dos Camarões/ Chiuauha/ Salambô/ Turis Club/ Lajo’s Night Club/ Água na boca/ Bere Balare/ Asteca/ Brahms/ Baco’s/ Cotillon Club/ American Boite/ Crazy Rabbit/ Gipsy’s Club/ Whisky a go go/ Locomotive/ High Life/ Estudantil/ Tava’s/ Mercatto Jazz/ Absynto/ Bar do Antônio/ Yellow Submarine/ Boate Gimba Cluve/ Biarritz Clube/ La Cadoro/ Macumba/ Batelão/ Clube dos Cozinheiros/ Beliscão/ Scalaris/ Juju Balangandã/ Black Horse/ Cassino de Sevilha/ Boate Avião/ Bartho/ Big Som/ Panela de Barro/ Peccados Mortaes/ Zim-bailoo/ Barroquinho/ Girassole Pub/ Stylo/ Távola/ Bond’eu/ Grill Drink/Cord/ Via Venetto/ Alpen Haus/ Viscaya/ Franz/ Varanda/ Tivoli/ Gangazunga/ Roxy/ A Chave/ Sucata/Dante’s/ Baú/ Paraphernália/ Gaety/ Amarelinho/ Mau mau/ Alfredo Di Roma/ Dante’s/ Ressaca/ Candelabro/ Pica-pau/ Bon ami/ La Rocca/ Porão 700/ Roseplace/ Urso Branco/ Espantalho/ Zanzibar/ Je Reviens/ Rembrandt/ Carcará/ Pedrinho/ Lawson’s/ Vassouras/ Sebastian/ Café Colonial Bela Vista/ Barcelona/ Las Vegas/ Cocktail Pub/ Riviera Club/ Liverpool/ Cote D’azur/ Estravaganza/ Imperatore/ Via Imperatore/ Los Troncos/ Confeitaria Matheus/ Café Florida/ Confeitaria Rosicler/ Pampulhão/ Pampulhinha/ Entreato Pub/ 

Irish Pub/ Kilt Pub/ Barbazul/ Churrascaria Pampa/ Vermelho 23/ Vermelho 27/ Golden Girls/

Grelha do Porto/ Confeitaria Max/ Churrascaria Zequinha/ Prenda Minha/ Tudo pelo Social/ Cerilo/

Clube da Saudade/ Clube dos Coroas/ Restaurante Copacabana/ Barranquinho/ Pizzaria Milano/ Pizzaria Chuca/ Pizzaria Real Palace/ Taco Pub/

Cherry Blues/ Cacimbas/ Shamrock Irish Pub/  Varanda/ Bongô Bar/ Bar Chopp Arthur/ Choperia/ Abbey Road/ Seargent Peppers/ Alfredo/ Walter/ Americanto/ Sierra Maestra/ Arubar/ A Taberna/ Artes e Expressões/ Yang/ Macrobiótica/ Prato Verde/ Bar do Goethe/ Beer Street/ Bier Klause/ Box 21/ Velho Quintino/ Café do Cofre/ Café do Margs/ Café Ipanema/ Bolonha/ Velho Carreiro/ Cantina del Nonno/ Casa de Praia/ Live’s Sport Club/ Casa de teatro/ Studio Clio/ Cherry Blues Pub/ Colors bar/ Confraria/ Consulado do Café/ Doppio Senso/ Espaço K-Zuka/ Bar da Cia. de Artes/ Donato Restaurante/ Espiral/ Estância de São Pedro/ Jack beer/ Sakaes/ Trattoria do Giovanni/ Super Pizza/ Zé do Pão/ Colméia/ Café do Theatro São Pedro/ Café Concerto Majestic/ Café do Cofre/ Girasole Pub/ Jardim Elétrico/ Casa Elétrica/ Gordinhos/ Lourival/ Meketreff/ Oficina Etílica/ 8 e meio/ Original Chopp/ Ossip/ Papa’s Beer/ 14 bis/ Frango ao Cesto/ Roof Bar/ Pub Olaria/ Bar do Plaza/ Sanduíche Voador/ SOS/ 300/ Velho Oeste/ Via Café/ A toca/ Acabit/ Anticuario Resto Bar/ Bar do Cofre/ Alquimia/ Água de Beber/ Chalé da Praça XV/ Chalé/ Chalaça/ Armazém Ventura/ Árabe Souk/ Art e bar/ Austrália South bar/ Pizzaria Milano/ Barbatana/ Bar e bilhar/ Sabra/ Outback/ Rio Vermelho/ Churrascaria Zelão/ Churrascaria na Brasa/ Taj Mahal/ Fim de Século/ Flowers/ Gê Powers/ Vinha D’alho/ Zappa/ Galeteria Vêneto/ Galeteria Verona/ Tortaria/ Convés/ Tivoli/ Panorâmico/ Galo/ Gato Preto/ Liliput/ Bar Líder/ Girasole Pub/ Champub/  Music Hall/ Arcabuz/ Divina Comédia/ Café da Oca/ Banca 40/ Café do Prado/ Seargent Peppers/ Senzala/ Afrosul Odomodê/ Café com Pecado/ Calamares/ Caminito/ Pink Elephant/ Porão do Beco/ Kimik/ Segredo/ Be Happy Fun Music/ In Sano Pub/ General Street/ Preto Zé/ Mariu’s/ Batemacumba/ Farm’s/ Chalé/ Café de La Musique/ Live Sport Pub/ Café Bertoldo/ Café Florida/ Mão Santa Pub/ Padaria Pinguim/ Birra e Pasta/ Restaurante Marcos/ Cheung Lung/ Churrascaria Casarão/ Rocket 88/ Churrascaria Schneider/ Garcias/ Zum Ritter/ Chopp Stubel/ Via Bordine/ Plazinha/ Jooman/ Mercado Del Puerto/ Panchos/  Wolf’ house/ Al Dente/ Cantina Roma/ Restaurante do Porto/ Casa de Portugal/ Galo/ Grêmio Náutico Gaúcho/ Buffet Sebastian/ Panorâmico/ Bella Pasta/ Casa Vecchia/ Espaço Aéreo/ Aeroporto/ Avião/ Dal Padrino/ Il Gattopardo/ Sulina Grill/ Zelão/ Sushi Express/ Riverside’s/ Montepolino/ Piacevolle/ Pastaciutta/ D’italiani ristorante/ Pasta e Pesto/ Atelier das Massas/ Via fettucine/ Sakura/ Miyuki/ Pagoda/ Nanquim/ Cheung Lung/ Kotobuki/ Coolméia/ Maomé/ Flor de Maça/Azteka/ Bazkaria/ Pizza Hut/ El burrito/ Nova Vida/ Natureza/ Ilha Natural/ Saúde e sabor/ Nutrivida/ Yogurte Caseiro Gaúcho/ Frango e Cia./ Subway/ Clube do Comércio/ Sociedade Polônia/ Polska/ Barranco/ Saúde e sabor/ Raízes/ Sabor Tropical/ Don Juan/ Rei dos Camarões/ Calamares/ Ponto de Vista/ Koh Peeppe/ Chiwava/ Cândidos/ República dos Camarões/ Negrão/ Terapia/ Le Poulet/ Bambino/ Don Nicola/ Jordani/ Nonno Mio/ Nonno Vecchio/ Polito/ Primo Polastro/ San Giuliano/ Sbardeloto/ Chuca/ Pizzaria Milano/ Palace Royal/ Via Morano/ Sálvia/ Adega da Beira/ La Colina/ Durhan/ La grelha/ Olaria Grill/ Bill Grill/ Palatus/ São Juliano/ Arte Pizza/ Roda Pizza/ Bianca/ Florença/ Forno e Fogão/ Prenda Minha/ Fratello Solle/ Pizzaiolo/ Queijos e cia./ Cachaçaria/ La botte/ L’arlecchino/ Amandita feliz/ O Barão/ Café do Páteo/ Pop House/ Fim de Século/ Portocom/ Legião Rock bar/ Refinaria/ Café da Usina/ Taperia/ Z Café/ Kant Bar/ Heaven Café/ Croco/ Dr. Gole/ Bar Fim/ Bar Redenção/ Subjazz/ Enigma/ Doce vício/ Barcelona/ Fly/ Neugebauer/ Confeitaria Max/ Vitraux/ Discretus/ Ego Sun/ Flowers/ Escaler/ Local Hero/ Fascinação/ Cláudio’s Lanches/ Porto G/ Flowers/ The hit club/ Ecco/ W Pub/ Trivial/ Manara/ Verde/ Apolinário/ Bar 1/ Pinacoteca/ Mamma Júlia/ Gokan/ Per tutti/ Santa Helena/ Manolo/ Minuano/ Portoxicano/ Bom Gosto/ Capitão Rodrigo/ Chimarrão/ La Churrasquita/ Cachorro do Bigode/ 14 bis/ Continental/ City Hotel/ Laçador/ Galeto Santa Maria/ Passoquinha/ Pastoriza/ Roda de Carreta/ São Rafael/ Zequinha/ Portoalegrense/ Novo Alcapão/ Vermelho 23/ Prenda Minha/ Porto Alegre/ Hannover/ Bier Garten/ Prinz/ Rock’s/ Fritz/ Steinhaus/ Al araz/ Travessa do Molho Pardo/ Cantinho do Molho Pardo/ Sabra’s/ Churrascaria do Bom Fim/ Princesa Isabel/ Kowllon/ Fuial/ Nanking/ Pequim/ Muralha da China/ Galeteria Menino Deus/ youky/ thongay/ casa de espanha/ Le bon gourmet/ L’ assiete/ melange/ govinda/ afroporto/ everest roof/ Embarcadero/ Executivo/ Treviso/ Tainha na Telha/ Flamingo/ Executivo/ Le Hublot/ João de Barro/ Chez Philippe/ Hereford/ Maison du Pierre/ Manhattan/ Phornália/ Fornão/ Pedrini/ Salim/ Cerillo’s/ 

    

permalink

Especiais sobre a Ipanema FM no Paralelo 30  escrito em domingo 06 fevereiro 2011 20:49

Estão indo ao ar os especiais que produzimos sobre a Ipanema FM no programa Paralelo 30, que vai ao ar na http://www.radiobuzina.com.br

O programa pode ser ouvido a qualquer momento, basta clicar no ícone do Paralelo 30.

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “Bares e Botecos

  1. Pingback: Pelos bares do Bom Fim, em Porto Alegre, nos anos 80 - New Yeah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s